Scion

 

scion-rpg

Scion é mais um RPG da White Wolf, editado entre 2007 e 2009. A linha foi limitada, tendo somente cinco manuais, dois SAS (aventuras pré-geradas) e um pequeno suplemento em formato digital. O jogo ambienta-se no mundo contemporâneo, mas onde os Deuses Antigos, mesmo já não venerados e tomados por mitos, seguem existindo. A história do ambiente conta que há muito, muito tempo atrás, os Deuses mitológicos salvaram a Humanidade dos seus maléficos progenitores, os Titãs, e auxiliaram os frágeis humanos nos tempos primitivos.

Os panteões concordaram entre si que não interfeririam mais no Mundo, e se retiraram para o Mundo Superior (“Overworld”). Como os velhos hábitos não morrem, os Deuses seguiram interagindo com os mortais. Desta forma, ao redor do mundo vivem filhos dos Deuses, ignorantes de sua descendência divina. Normalmente, eles passam suas vidas sem saber, mas agora eles são necessários. Tudo ia bem ao longo de incontáveis milênios, até que os Titãs conseguiram se libertar de sua prisão no Mundo Inferior (“Underworld”) e se lançaram numa sangrenta vingança contra os Deuses.

O combate tem se mantido apenas às regiões celestiais, porém, na Terra acontecem as pequenas ações que somadas podem mudar tudo. Os Titãs também deixaram suas crias em locais escondidos do Mundo. Tudo que esses monstros querem é libertar mais Titãs para engrossar as fileiras do combate no Mundo Superior. Os Deuses então visitam seus filhos para informa-lhes de seu dever como soldados nesta batalha e dando-lhes armas para cumprir com este intento. Os jogadores tomam o papel destes Scions, começando como Heróis e, com sorte, elevando-se eles mesmos a Deuses, na luta contra as crias dos Titãs (“Titanspawn”).

Sistema

O sistema é uma versão mais rápida do usado em Exalted. Os atributos e habilidades são representados por pontos, cada ponto sendo um dado de dez faces (d10), e cada jogada é uma combinação de um atributo + uma habilidade. Scion utiliza também os Epic Attributes, atributos excepcionais que os Scions possuem, que dão êxitos assegurados às jogadas de atributos regulares. Alguém com Força Épica podem saltar muito distante e erguer toneladas; alguém com Aparência Épica é o humano mais belo que pode existir; e assim por diante. Disto dependem os Knacks, truques ou capacidades inatas que cada Scion possui devido a seu sangue divino. Os Scions contam com armas dadas pelos seus pais para a luta contra os Titãs, os “Birthrights“. Estas podem tomar quatro formas: Relíquias, Criaturas, Seguidores e Mentores.

  • Relíquias: Objetos, que podem ser armas mais fortes que suas versões regulares ou objetos mágicos que dão acesso a poderes.
  • Criaturas: São seres mágicos, como o pégaso, que acompanha o herói.
  • Seguidores: São similares as criaturas, mas são seres inteligentes como as Amazonas ou Berserkers.
  • Mentores: São seres mais experientes que o Scion, podem ser mortais ou seres místicos (como Sísifo ou uma Valquíria), que oferecem conselhos e informações ao Scion.

Os Scions possuem também algo chamado de Boons, que são poderes que dependem de Relíquias para funcionar, ao que o Scion sempre pode utilizar enquanto tiver a relíquia consigo. Os poderes dependem do pai/ mãe do herói: as divindade possuem vários Purviews, como Céu, Fogo ou Guerra, cada um sendo um grupo de poderes que o herói pode escolher. Estes poderes se ativam por intermédio dos Pontos de Lenda, pontos especiais que se pode utilizar para obter bônus nas jogadas regulares. Por último, cada panteão possui quatro virtudes (como Gloria, Honra ou Lealdade) que os Scions dividem. Quando uma jogada se relaciona com um deste conceitos, o Scion pode obter bônus nessa jogada.

Manuais

scion-rpg-1

Scion: Hero

O manual básico, possui as regras de criação de personagens e tudo que é necessário para jogar com os personagens sendo Heróis. Os panteões apresentados aqui são seis: Pesedjet (Egípcios), Dodekatheon (Gregos), Aesir (Nórdicos), Atzlánti (Astecas), Amatsukami (Japonês) e Loa (Vodu). O manual traz muitos antagonistas e numerosos Birthrights de exemplo, além de um grupo pré-gerado de Heróis, seus vilões e uma aventura introdutória.

Scion: Demigod

Neste livro vem às regras para levar os Heróis a Semideuses, com novos Boons, Knacks e Birthrights. O grupo pré-gerado do básico é aqui também avançado até Semideuses, igualmente aos antagonistas, e outra aventura é incluída.  O livro incorpora no jogo varias novas localizações, uma dela são as Touchstones, lugares com conexões ao divino e possíveis poderes mágicos para quem saiba utilizá-las. O mais importante desta parte, de todas as formas é a grande descrição de todos os Underworlds existentes para cada um dos Panteões centrais. Por último, Demigod acrescenta um novo Panteão à seleção possível: os Atlantes. O mesmo é o mais discutido pelos fãs que gerou numeroso debates.

Scion: God

O último dos livros “core”. God aumenta o poder enormemente ao levar os PJs finalmente à divindade. Obviamente, o livro traz muitos mais Knacks, Birthrights, Boons e antagonistas para somar ao jogo, além da clássica aventura pré-gerada. O livro inclui também descrições dos Overworlds (as localizações de onde os deuses vivem) e expande a informação sobre os Titãs.

Scion: Ragnarok

Este suplemento se concentra em armar uma campanha centrada no Panteão nórdico (Aesir). Para isto, expande o panteão com novos deuses, novos poderes e novos inimigos. O livro possui também uma aventura pré-gerada.

Scion: Companion

O último suplemento se divide em seis partes. Três partes se ocupam de acrescentar três novos Panteões ao jogo: os Tuatha de Naan (Irlandeses), a Celestial Bureaucracy (Chineses) e os Deva (Hindu). Outras duas seções expandem as opções dos jogadores, agregando novas armas e poderes; enquanto que a última trata do jogo ambientado na Segunda Guerra Mundial.

Demais manuais

Finalmente, dois SAS existem para o jogo: “Wolfsheim” e “Seeds of Tomorrow”. E um pdf: “The Yazata”, que acrescenta o Panteão Persa.

Considerações

O sistema representa bem o estilo épico no jogo, isto se deve aos elementos como os Epic Attributes e seus Knacks. As historias no começo do livro são muito boas e transmitem o sentimento do jogo. E as opções para os jogadores são amplas e variadas, assim como os antagonistas e os seres místicos. Os pontos falhos são poucos, tal como as aventuras pré-geradas que são pensadas para ser jogadas com os personagens demonstrados nos livros e adaptá-las requer um pouco mais de trabalho. O jogo é sensacional, algo próximo ao Nobilis RPG, mas num formato mais comercial, sendo pouco recomendável para jogadores que prezam pelo balanceamento do sistema, já que em Scion isso não existe, afinal você está jogando com filhos de deuses e enfrentando criaturas mitológicas mandadas pelos Titãs.

E que rolem os dados…